Fotos: Wagner Urbano/NotiserraSC

Uma jaguatirica, também chamada de gato-do-mato, foi encontrada morta, provavelmente atropelada, no perímetro urbano de São Joaquim, na SC 114, bem em frente ao posto Portal, saída para Lages.

Fotos: Wagner Urbano/NotiserraSC

A Jaguatirica é o terceiro maior felino das Américas, ficando atrás apenas da onça-pintada e do puma. Sua característica física mais marcante é a presença, na sua pelagem, de manchas amarelas circundadas de preto (na posição horizontal), já nas pernas, as manchas são de cor preta e formato arredondado. Pode ser encontrada desde o centro-sul dos Estados Unidos, México, passando por toda a América Central e na maioria dos países da América do Sul. Seu habitat compreende savanas, cerrado, pantanal, caatinga, mangues, florestas tropicais e subtropicais.

Um pouco mais sobre o animal

A Jaguatirica pertence à família dos felinos, seu nome científico é Leopardus pardalis. Como a maioria dos felinos, possui hábitos noturnos para se deslocar e caçar e dorme durante o dia, porém é comum vê-la em atividade durante o dia. É solitária e territorialista, demarcando seu território com urina e fezes.

Uma jaguatirica adulta mede entre 90 centímetros e 1,35 m (incluindo a cauda) e em média pesam entre 7 kg e 16 kg. Sua sobrevivência em vida livre está em 10 anos e em cativeiro consegue sobreviver até os 20 anos. Possuem a habilidade para escalar árvores e já foram vistas nadando em busca de peixes para se alimentar. Além disso, consomem pequenos mamíferos, ovos de tartarugas, répteis, roedores e aves.