Gelson Merisio e Comandante Moisés disputam o segundo turno em Santa Catarina – Fotos: Divulgação

Faltando 18 dias para o segundo turno das Eleições 2018, os partidos que ficaram de fora da disputa pela Presidência da República e ao Governo de Santa Catarina e de outros 13 estados, começam a definir quem apoiarão.

Em Santa Catarina, a disputa é entre Gelson Merisio (PSD) e Carlos Moisés (PSL). Na briga presidencial, Moisés segue seu correligionário, Jair Bolsonaro. Merisio, apesar de ter em sua chapa o PCdoB, partido da candidata à vice-presidência Manoela D’Ávila (vice de Fernando Haddad [PT]), também declarou apoio a Bolsonaro. Confira o posicionamento dos partidos, no que se refere à disputa pelo Governo do Estado de Santa Catarina:

PDT: De acordo com a assessoria do partido no estado, a cúpula nacional do PDT esteve reunida na tarde de quarta-feira (10) para tomar uma decisão quanto ao apoio aos presidenciáveis. A definição pelo apoio ou não a algum dos dois candidatos em Santa Catarina acontecerá ainda nesta semana, mas somente após a definição da cúpula nacional.

PSTU: De acordo com o vice-presidente do diretório estadual do PSTU, Ricardo Lautert, até sexta-feira (12) o partido definirá quem vai apoiar à presidência. Contudo, no âmbito estadual a orientação é pelo voto nulo.

PSDB: Após uma reunião realizada na segunda-feira (08/10), a Executiva Estadual do PSDB, em Santa Catarina, deliberou por liberar os filiados e militantes sobre a posição no segundo turno da eleição no Estado.

PATRIOTA: O presidente estadual do Patriota, Ailson Barroso, afirmou que o partido só definirá uma posição depois que for procurado pelos dois candidatos ao Governo do Estado, Merisio e Moisés, para conversar.

PSOL: Em nota oficial, a Executiva Estadual do PSOL informou que os dois candidatos do segundo turno em Santa Catarina são “conservadores e apoiadores do neofascismo”, portanto, está orientando seus militantes e apoiadores a rejeitarem tais candidaturas com o movimento #Eles não.

MDB: Durante reunião da Executiva Estadual, que aconteceu na terça-feira (9), o MDP optou por liberar os filiados para a votação do segundo turno. Sendo assim, não haverá uma orientação oficial sobre apoio e os militantes estão livres para tomar posição.

REDE: Ainda não se manifestou

PT: Ainda não se manifestou

Brasília

Durante a última semana, os partidos também declararam seu apoio aos presidenciáveis. Confira como estão se posicionando alguns dos principais partidos do país:

POSICIONAMENTO NEUTRO: Democracia Cristã (DC), Democratas (DEM), Partido Novo, Partido Progressista (PP), Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Partido da República (PR), Partido Republicano Brasileiro (PRB).

OPOSIÇÃO DECLARADA (a ambos os candidatos): Partido Popular Socialista (PPS)

APOIO A FERNANDO HADDAD: Partido Pátria Livre (PPL), Partido Socialista Brasileiro (PSB) e Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).

APOIO A JAIR BOLSONARO: Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

CL MAIS