[dropcap]T[/dropcap]odos aqueles que estão com seus 30 a 35 anos sabem o que representou a década de 90 para as crianças. A extinta Rede Manchete marcou a infância de muitos brasileiros ao trazer para sua grade de programação os maiores heróis já apresentados na telinha. Não estou falando do Homem de Ferro, Capitão América, Super-Homem e Batman, os heróis que causavam a nostalgia das crianças nos anos 90, eram Jaspion, Jiraya, Changeman, dentre outros.

Com uma tecnologia considerada tosca, para os dias de hoje, os tokusatsus, utilizavam efeitos bem convencionais: maquetes gigantes, câmeras em diversos ângulos para dar um efeito de grandiosidade, explosões e muitas acrobacias. Suas histórias, quase sempre, envolviam monstros, alienígenas, seres mitológicos e robôs gigantes em um embate entre o bem e o mal.

       O Fantástico Jaspion (1985), não foi o primeiro herói de ferro a passar na televisão brasileira, contudo foi o precursor de todos os outros que fizeram sucesso por aqui. Durante a queda de uma espaço nave, um garoto é salvo por um profeta, Edin, e então recebe o nome de Jaspion. Com grandes poderes, uma armadura poderosa e uma nave espacial que se transformava em um robô gigante, ou melhor, no “gigante guerreiro Dalion”, Jaspion tem como principal inimigo o malvado Satan Goss, vilão inspirado em Darth Vader.

Em uma década em que o computador estava engatinhando e o celular era do tamanho de um tijolo, assistir Jaspion era considerada a maior diversão das crianças. Suas histórias além de aguçar o imaginário infantil, sempre tinham uma lição de moral ao final, levantando questões como amizade, família, união, altruísmo, características tão esquecidas hoje em dia.

    Para aqueles querem relembrar sua infância, Jaspion, Jiraya e Jiban estão disponíveis na plataforma de streaming Amazon Prime, que diga-se de passagem custa bem menos que a Netflix e possui um ótimo conteúdo. Já outros tokusatsus podem ser encontrados no Youtube, porém com uma qualidade de imagem bem inferior. #ficaadica ao se aventurarem neste universo não deixem de assistir: Jaspion, Jiraya, Winspector, Changeman, Kame Rader Black RX e Jiban, dando uma atenção especial as suas majestosas aberturas, em japonês é claro.

 

Créditos: Leonardo AlbuquerqueBombeiro por profissão e amante do cinema por vocação.

 @lleoo1106