Unifique

Prefeitos, secretários municipais e técnicos de seis municípios da Serra Catarinense participaram nos dias 26 e 27 de julho, do Lançamento da 2ª Fase do Gente Catarina para Implantação da Agenda de Desenvolvimento Territorial.

Por intermédio de estratégias inovadoras de geração e transformação de riquezas nas regiões, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) e a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (FACISC) mediante termo de fomento estão responsáveis pelas estratégias desta fase.

O evento ocorreu na Associação Comercial e Industrial de Lages – ACIL, e reuniu mais de 100 lideranças. Na oportunidade aconteceu o 1º Wokshop integrado para alinhamento das estratégias e etapas da nova fase com representantes técnicos das Coordenadorias Regionais de Saúde, Educação, Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Econômico e do Comitê Gestor do Gente Catarina.

As atividades em Lages, deram início a etapa de estruturação e implementação de políticas de desenvolvimento socioeconômico em municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e que compõem o programa Gente Catarina.
O trabalho será realizado com metodologia DEL (Desenvolvimento Econômico Local), criada pela Federação em 2011, que tem por objetivo aumentar a competitividade e a capacidade de transformação dos municípios catarinenses a partir de uma estratégia sustentável e de longo prazo, fortalecendo a economia local e melhorando a qualidade de vida dos moradores.

Os municípios de Bom Jardim da Serra, Campo Belo do Sul, Cerro Negro, Rio Rufino, São Joaquim e Urupema abrem os trabalhos desta fase.

O coordenador do programa Gente Catarina, o Ten. Cel. Frederick Rambusch, salientou que esta etapa teve como objetivo dar mais visibilidade às ações já realizadas pelo Programa e locais em cada um dos municípios. “A parceria com a FACISC e o empenho integrado dos municípios, será fundamental para que as ações estejam cada vez mais conectadas com as realidades, e, o tema do desenvolvimento possa ser pensado de forma integrada nos diferentes pilares da sustentabilidade nos municípios”, afirma.

Ainda na oportunidade, a diretora da FACISC, Isabel Baggio falou sobre o histórico de conquistas e os desafios da Serra Catarinense para o desenvolvimento e os esforços coletivos no que tange os avanços já conquistados. Destacou ainda que, “O senso de pertencimento e a valorização do território da Serra Catarinense serão ainda mais fortalecidos com esta nova etapa”.

Entre os dias, 1º e 2, acontecem as primeiras reuniões de sensibilização e de trabalho do núcleo gestor do projeto, em cada um dos municípios da serra que integram esta etapa, com a participação da FACISC, cujo objetivo é o planejamento das estratégias e ações que serão realizadas nos meses de agosto e setembro.