Foram divulgados nesta terça-feira (16), pelo Ministério da Economia, os números do Cadastro Geral de Desempregados (Caged) referentes a janeiro de 2021.

O Brasil abriu 260.353 vagas de emprego com carteira assinada no mês. O total de empregos com carteira no país somou 39.6 milhões em janeiro, o que representa uma variação de 0,66% em relação ao mês anterior. O resultado representa o melhor desempenho de janeiro dos últimos 30 anos. Até então, a maior geração de empregos formais, para meses de janeiro, havia sido registrada em 2010 (+181.419 vagas).

 

Os cinco setores tiveram alta. O maior número de vagas geradas foi na indústria, com mais de 90 mil postos. Em segundo vem o setor de serviços com mais de 83 mil vagas. Em terceiro aparece a construção civil, com mais de 43 mil postos. A agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aqüicultura vem em quarto com mais de 32 mil vagas preenchidas e, por fim, em quinto o setor de comércio com 9 mil postos.

 

Na agricultura as colheitas de soja e de maçã demandaram mais profissionais. Naos pomares foram 12.222 contratações e nas lavouras da oleaginosa 9.194. A região que mais contratou no agro foi o Sudeste, com 17.569 pessoas, seguido do Sul com 10.539 pessoas. O Centro-Oeste contratou 5.755, o Norte 388 trabalhadores e o Nordeste foi o único que teve queda de -1.265 trabalhadores.

Fonte: Agrolink