[dropcap]A [/dropcap]aeronave Águia 4 de Lages, comandada pelo Tenente Coronel PM Marcos Paulo Rangel, foi chamada para compor com outras guarnições do efetivo da Polícia Militar de Santa Catarina uma força tarefa na cidade de Criciúma.
A finalidade dessa missão, era localizar e efetuar a prisão de um suspeito o qual havia alvejado dois policiais militares no bairro Renascer em Criciúma na tarde de terça feira (31/03).
Os policias estavam realizando um mandado contra um rapaz 29 anos. O suspeito acabou alvejando dois policias e fugiu para mata.
O auxílio aéreo para localização é fundamental nessas ocorrências.
O Cabo PM Ribeiro acabou vindo a óbito na madrugada desta quarta-feira devido à gravidade dos ferimentos.

O agente foi encontrado na cidade de Içara pelos policiais do Patrulhamento Tático após denúncia.
Os policias fizeram a aproximação, porém o agente de posse de um revólver calibre 38 investiu contra a guarnição e acabou sendo baleado vindo a óbito – informou o subcomandante da Guarnição Especial de Içara, major Sartor.
A participação do Águia 4, Águia 07, Saer e demais guarnições da Policia Militar, Polícia Civil, foram importantes para o êxito da missão.
A 5ª Base, sede do Águia 4 em Lages, juntamente com outras 3 bases existentes em Santa Catarina, compõem o Batalhão de Aviação da Policia Militar (BAPM) onde as aeronaves e tripulantes operam na modalidade multimissão, ou seja, realizam qualquer tarefa designada e conhecida:
Salvamento, resgate combate a incêndios florestais, busca e operações policiais com resposta rápida em ações no entorno de grandes cidades como Florianópolis, Joinville, Balneário Camboriú e Lages, além do poder de mobilização rápida, participando de operações de saturação com o deslocamento de todo efetivo de serviço para qualquer localidade de Santa Catarina.

Fonte: Assessoria de Imprensa 5ª. Base de Aviação de Lages.