O governador Carlos Moisés quebrou o protocolo em um evento na Acil, em Lages, na Serra, para fazer um anúncio que não estava previsto no cerimonial. Ao saber que havia sido concluído o projeto de engenharia para a construção da Ponte das Goiabeiras, em São Joaquim, anunciou o repasse de recursos para a obra ainda este ano.
“Vamos fazer pelo menos o repasse dessa primeira parcela até novembro”, afirmou o governador.

A previsão é que a obra tenha o investimento de R$ 12,45 milhões.

Aos 39 anos de idade, o prefeito de São Joaquim, Giovani Nunes, relata que ouve promessas sobre a reconstrução da Ponte das Goiabeiras há pelo menos 30 anos.

A estrutura fica na divisa do município com Bom Jesus, no Rio Grande do Sul, no chamado Caminho das Neves. A estrada já existe, mas uma ponte que comportasse o potencial fluxo de veículos nunca saiu do papel.

“O que tem lá é uma ponte precária, de madeira, que foi interditada há cinco anos. A nova estrutura é um marco para o desenvolvimento de toda a nossa região, tanto do ponto de vista econômico quanto no da qualidade de vida das pessoas”, comemora Nunes.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, destaca que agora o projeto segue o trâmite normal para que a obra comece o mais breve possível.

“Mais uma demanda histórica dos catarinenses que vai se tornar realidade”, pontua Vieira.

O projeto foi doado à Prefeitura de São Joaquim pela empresa Agropecuária Schio. Ele prevê uma ponte de concreto com extensão de 160 metros sobre o Rio Pelotas.