A fruticultura é a principal atividade econômica do município de São Joaquim, representando 70% do movimento econômico do município. A quantidade e a qualidade das frutas produzidas dependem de uma série de fatores, como o clima, manejo adequado de podas, tratamentos fitossanitários, colheita no momento adequado e o manejo da polinização.

Informações técnicas indicam que, em pomares “modernos”, com maior densidade de plantas por hectare e consequentemente maior número de flores por área, requerem incrementos de polinizadores, visando reduzir malformações e o abortamento de flores e frutos.

Diante disto, a Epagri de São Joaquim, por meio do extensionista rural, engº Agr. Filipe Souza Oliveira, em parceria com o engº. Agrº. James Arruda Salomé, do Sebrae, estão capacitando e repassando informações técnicas, para um grupo de vinte (20) fruticultores das localidades Boava e Três Pedrinhas, interessados em desenvolver o manejo da polinização de seus pomares, para que na primavera, os enxames estejam fortes, saudáveis e aptos a realizar uma polinização de qualidade, garantindo incrementos de produtividade e melhorias no perfil de classificação dos frutos.

Passado o momento das reuniões com capacitações práticas, serão realizadas visitas em cada propriedade, a fim de verificar e orientar quanto à localização e o manejo adequado dos apiários, para que estejam aptos para a realização de uma polinização eficiente e de qualidade, lembrando que, o melhor aproveitamento de floras silvestres, este trabalho pode permitir aos agricultores, a obtenção de renda extra com os subprodutos das abelhas, como o mel, própolis, geleia real, entre outros.