Governadores de 13 estados e do Distrito Federal divulgaram, nesta segunda-feira (16), uma nota em defesa do STF (Supremo Tribunal Federal). O chefe do Executivo catarinense, Carlos Moisés (sem partido), não assinou o documento.

Governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, segura um microfoneCarlos Moisés não assinou nota em apoio ao STF – Foto: Peterson Paul/Divulgação

Na lista dos signatários estão os governadores Renan Filho (Alagoas), Waldez Goés (Amapá), Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará), Ibaneis Rocha (Distrito Federal), Renato Casagrande (Espírito Santo), Flávio Dino (Maranhão), João Azevedo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul), João Dória (São Paulo) e Belivaldo Chagas (Sergipe).

A reportagem do ND+ procurou Carlos Moisés para questionar sobre a decisão de não assinar a nota conjunta, porém, foi informada pela assessoria do governo de Santa Catarina que o governador não poderia falar pois estava a caminho de Brasília (DF).

A nota

Nesta nota, o grupo manifestou solidariedade “aos seus ministros [da Corte] e às suas famílias, em face de constantes ameaças e agressões”. “No âmbito dos nossos estados, tudo faremos para ajudar a preservar a dignidade e a integridade do Poder Judiciário. Renovamos o chamamento à serenidade e à paz que a nossa Nação tanto necessita”, afirmaram os chefes de Executivos estaduais no manifesto.

Em outro trecho do documento, os governadores destacam que “o Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis”.

Leia a carta na íntegra:

NOTA PÚBLICA DOS GOVERNADORES EM SOLIDARIEDADE AO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

Os Governadores, que assinam ao final, manifestam a sua solidariedade ao Supremo Tribunal Federal, aos seus ministros e às suas famílias, em face de constantes ameaças e agressões.

O Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis.

No âmbito dos nossos Estados, tudo faremos para ajudar a preservar a dignidade e a integridade do Poder Judiciário. Renovamos o chamamento à serenidade e à paz que a nossa Nação tanto necessita.

Brasília, 15 de agosto de 2021.

Assinam esta carta:

  • RUI COSTA Governador do Estado da Bahia
  • FLÁVIO DINO Governador do Estado do Maranhão
  • PAULO CÂMARA Governador do Estado de Pernambuco
  • JOÃO DORIA Governador do Estado de São Paulo
  • EDUARDO LEITE Governador do Estado do Rio Grande do Sul
  • CAMILO SANTANA Governador do Ceará
  • JOÃO AZEVÊDO Governador do Estado da Paraíba
  • RENATO CASAGRANDE Governador do Estado do Espírito Santo
  • WELLINGTON DIAS Governador do Estado do Piauí
  • FÁTIMA BEZERRA Governadora do Estado do Rio Grande do Norte
  • RENAN FILHO Governador do Estado de Alagoas
  • BELIVALDO CHAGAS Governador do Estado de Sergipe
  • IBANEIS ROCHA Governador do Distrito Federal
  • WALDEZ GOÉS Governador do Estado do Amapá

* Com informações da Agência Brasil

Fonte NDMAIS