O deputado estadual Laércio Schuster (PSB) notificou oficialmente às 15h20min desta quinta-feira (30) o governador Carlos Moisés e o secretário de Administração, Jorge Eduardo Tasca, sobre o processo de impeachment aberto no Legislativo.

Schuster chegou ao Cebtro Administrativo companhado do advogado Vinicius Ribeiro.

“Depois de mais de 20 anos, o catarinense volta a conviver com o fantasma do impeachment”, declarou Schuster, que pela manhã fez a leitura da denúncia no plenário da Alesc.

Deputado Laércio Schuster (PSB) e advogado da Alesc, Vinícius Ribeiro – Foto: Anderson Coelho/NDDeputado Laércio Schuster (PSB) e advogado da Alesc, Vinícius Ribeiro – Foto: Anderson Coelho/ND

Na sequência, Schuster e Ribeiro se dirigiram para a residência oficial da vice-governadora Daniela Reinehr no bairro Itaguaçu, no Continente, que também foi notificada. Eles chegaram na casa às 15h55.

Deputado e advogado chegaram à casa da vice às 15h55 – Foto: Anderson Coelho/NDDeputado e advogado chegaram à casa da vice às 15h55 – Foto: Anderson Coelho/ND

Como os três representados estão sendo notificados oficialmente nesta quinta, o prazo para defesa já começa a correr.

Esse prazo é de dez sessões ordinárias. Portanto, a defesa deve ser apresentada até o início da segunda quinzena de agosto.

Em seguida, cabe aos parlamentares a formação de uma comissão especial. Ela deverá ser composta por nove deputados, indiciados pelos blocos parlamentares. Caberá a esta comissão a análise do parecer e as argumentações da defesa, podendo também colher outras provas. Entenda os próximos passos aqui.

Contraponto

Após receber a notificação de abertura do processo de impeachment, o governador Carlos Moisés (PSL) se manifestou por meio de um vídeo. Ele disse que respeita os deputados, mas que lamenta a decisão de abrir o processo em meio à pandemia. Ele afirma que não há participação dele e nem da vice no fato que motivou a decisão.

Fonte: ND