Ouça a matéria em Áudio: 

O Clube Astréa, de São Joaquim, na Serra Catarinense, lançou na noite de segunda-feira, 30 de julho, as inscrições do tradicional Baile de Debutantes, que irá acontecer no dia 20 de outubro de 2018.

Para apresentar o casal de padrinhos, foi oferecido um jantar no restaurante Cristal de Gelo, onde o casal Jeferson Oliveira e Claudia Oderdenge Oliveira aceitaram a tarefa de ser a patronesse das Debutantes de 2018.

A diretoria do clube estava reunida na ocasião, onde receberam oficialmente o casal de padrinhos, que agradeceram o convite e prometeram ficar engajados para realizar um grande baile. “A partir de hoje, com o início das inscrições, vamos começar a conhecer nossas afilhadas, vamos promover alguns encontros para poder criar laços e ficar mais próximo de nossas afilhadas” comenta Claudia Oderdenge, madrinha do baile em 2018.

Para Marciano Bittencourt, presidente do Clube Astréa, o baile de debutantes promete ser um dos maiores da história, onde o número de inscrições pode passar de 20 meninas, registrando assim com um dos bailes mais tradicionais de Santa Catarina e mostrando que essa tradição permanece viva em São Joaquim. “A previsão é de ter mais de 20 inscrições, esse baile é um dos melhores do clube, onde apresenta as jovens para a sociedade, essa tradição acontece em poucos clubes em Santa Catarina, onde o clube Ástrea ainda preserva essa tradição” comenta Marciano.

As inscrições vão até dia 20 de agosto, exatamente 60 dias antes do grande baile. Quem quiser mais informações pode entrar em contato na diretoria do clube, no 49-3233 0435.

O que é Debutante

Debutante é a palavra usada para designar a adolescente que completa seus quinze anos de idade. A palavra vem do francês débutante, que significa iniciante ou estreante.

O baile de debutantes é um rito de passagem ao qual as jovens são submetidas, geralmente sendo realizado quando as mesmas completam quinze anos. Completando o décimo quinto aniversário de uma mulher, pedia-se uma linda festa de comemoração, onde ela seria apresentada oficialmente à sociedade, começando assim uma nova fase de sua vida.

A partir do seu “début”, a jovem moça passava a frequentar reuniões sociais, a usar roupas mais adultas e tinha permissão para namorar. Normalmente, na recepção dos convidados, a garota usava um vestido bonito e simples, cheio de detalhes infantis, e depois da meia noite usava um lindo vestido de gala para dançar a valsa com seu pai; tudo para representar que ela deixava de ser menina para se tornar uma mulher.