[dropcap]U[/dropcap]ma multidão de ciclistas de 18 estados do país se concentraram na manhã deste domingo (11), em frente ao Centreventos Nelson Righetto em Lauro Müller, para o 10° Desafio da Serra do Rio do Rastro.

Participaram 1.179 atletas em diversas categorias, nas modalidades speed (estrada) e mountain bike. As largadas iniciaram por volta das 6h30min, realizadas pelo prefeito municipal, Valdir Fontanella, ao lado do vice-prefeito Pedro Barp Rodrigues, do presidente da Comissão Municipal de Esportes – CME, Jair Fernandes Madeira, e do secretário de do município Obras, Vilson Gabriel Filho.

Fotos: Kátia Antunes/ Prefeitura de Lauro Müller

Com o tempo bom, a competição disputa por milésimos de segundo na decisão do campeão geral e ciclista de 83 anos completando a prova. O atleta que completou a prova em menor tempo foi o gaúcho Gilson Castro Filho, de Canoas/RS  com o tempo de 1h07min38s25ms. Com 18 milésimos de segundo a mais do primeiro colocado, o também gaúcho e vencedor da edição passada, Felipe Fossati Reichert de Pelotas/RS, ficou na segunda colocação com o tempo de 1h07min38s43ms.

Fotos: Kátia Antunes/ Prefeitura de Lauro Müller

Entre as mulheres, a que obteve maior destaque foi Paula Almeida de Costa Campos do Rio de Janeiro, com o tempo de 1h34min42s.

“O município recebe de braços abertos todos estes atletas que representam diversos estados do nosso país. Junto a Federação de Ciclismo, nossa equipe procurou fazer o melhor possível para que todos fossem bem recebidos e pudessem levar consigo boas lembranças de nossa cidade”, destacou o prefeito que deu a largada oficial das categorias ao lado de integrantes de sua equipe de governo, entre eles o vice-prefeito, Pedro Barp Rodrigues.

O evento é organizado pela Federação Catarinense de Ciclismo – FCC, com o apoio dos Governos Municipais de Lauro Müller e Bom Jardim da Serra.

O ciclista de 83 anos

Foto: Adriano Ghellere/Sul In Foco

André Nunes da Silveira, 83 anos anos, conhece bem a Serra do Rio do Rastro e a desafiou novamente. Nesta edição, chegou na terceira colocação na sua categoria (masculino + 70 anos). Completou a prova com o tempo de 3h28min25s.

O ciclista de Curitiba/PR, é o recordista no Recorde da Hora (categoria veterano + de 60 anos) realizado em Maringa/PR, no ano de 2015. Ele pedalou com 31.712km/h, totalizando 126 voltas (31.500 metros), um feito inédito e histórico para o ciclismo nacional. O evento conta com chancela da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e de árbitros nacionais da Associação Brasileira de Comissários de Ciclismo (ABCC).

O Recorde da Hora é um desafio no qual o ciclista deve pedalar sozinho durante 60 minutos sem interrupção. Este foi o primeiro evento destinado aos atletas com mais de 60 anos.

André,  corre desde 1951 e, em seu histórico, teve nove participações nas 200 milhas de Montevideo, no Uruguai, participações em competições na Colômbia, campeonatos paranaenses, em que foi campeão em 1960, e campeonatos brasileiros.