O ex-prefeito de São Joaquim, Rogerio Tarzan Antunes da Silva, faleceu na madrugada desta sexta-feira aos 82 anos de idade.  Sua ação na Prefeitura deu notoriedade nacional e abriu mercados para a maçã produzida na região serrana de Santa Catarina.

Foi dele a iniciativa da realização da Festa Nacional da Maçã, com várias edições, a maioria com a presença de presidentes da República.

O Parque Nacional da Maçã, um empreendimento pioneiro na segunda metade do século XX, foi obra de Rogério Tarzan.

Nascido em Painel, ao lado de São Joaquim,  era um ser humano especial. Segundo seus amigos “se formos nos referir a ele enquanto gaúcho, pode-se afirmar que forjado pelo minuano  e acostumado a ter as botas enterradas nas estradas cobertas de neve, gostava de uma bela montaria e não se separava de uma boa cuia de chimarrão.”          Político autêntico, Tarzan foi vereador; vice-prefeito, prefeito duas vezes, exerceu outros cargos na vida pública e desempenhou funções relevantes na região e no Estado. Sua paixão sempre foi a região serrana, em especial São Joaquim e o distrito do Pericó.           Nota divulgada por amigos serranos que vivem em Florianópolis registram em homenagem:  “Humano, sim, muito humano! Quem o conheceu bem pode apontar seu único defeito: ter o coração maior do que a caixa do peito. Nunca admitiu ver uma pessoa em situação de necessidade sem imediatamente se propor a ajudar.”