O governo do Estado avalia a possibilidade de estender o lockdown aos finais de semana em Santa Catarina. Além disso, também está em discussão a proibição da venda de bebidas alcoólicas durante a noite.

As novas medidas para o enfrentamento da pandemia devem ser anunciadas após reunião que iniciou às 10h30 desta quarta-feira (10).

Webconferência sobre novas restrições de combate a Covid-19 com a participação do governador Carlos Moisés, prefeitos e secretários – Foto: Julio Cavalheiro/Secom/Divulgação/NDWebconferência sobre novas restrições de combate a Covid-19 com a participação do governador Carlos Moisés, prefeitos e secretários – Foto: Julio Cavalheiro/Secom/Divulgação/ND

O encontro em formato virtual reúne o governador Carlos Moisés (PSL), associações de prefeituras, prefeitos das maiores cidades catarinenses, Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) e Fecam (Federação Catarinense dos Municípios).

Conforme fontes do Grupo ND, o decreto que permite o funcionamento apenas de atividades essenciais aos finais de semana deve ser reeditado e publicado ainda nesta quarta.

A validade do decreto estadual que determinou lockdown nos dois últimos finais de semana em Santa Catarina terminou na segunda-feira (8).

O governo deve decidir ainda pela prorrogação por mais uma semana da medida que destina 500 policiais militares à fiscalização de aglomerações e festas clandestinas para frear o avanço da Covid-19.

Durante a reunião, municípios da Grande Florianópolis discutiram a possibilidade de estabelecer medidas mais restritivas além das definidas pelo Estado.

Algumas prefeituras sugeriram a limitação da venda de bebidas alcoólicas a partir das 21h. O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, demonstrou preocupação com o atual cenário da rede hospitalar da região da Grande Florianópolis.

Loureiro teria solicitado uma reunião exclusiva com a chefia da Casa Civil para que medidas restritivas sejam adotadas nos 22 municípios que compõem a região.

Fonte: NDMais