No dia 21 de junho, a APAE de São Joaquim recebeu uma doação de R$ 134,725.82 (cento e trinta e quatro mil reais). A doação foi feita por Roberto Carlos Moreira.

Na época, ele afirmava que iria morar na rua e não precisava do dinheiro.

MORADOR DE RUA, EM GOIÂNIA-GO – Assim que a minha diária mensal vencesse  em 04 de agosto de 2019, no Hotel Santa Fé (Rua 303, 162 – Setor Norte Ferroviário),  na cidade de Goiânia-GO, morarei nas ruas. Já providenciei uma barraquinha de camping.

Morando nas ruas eu quero comprar uma barraca de camping mais resistente. E se os órgãos públicos tomarem a minha barraquinha eu ficarei apenas com 1 cobertor para deitar e se cobrir. 1 radinho de pilha. 1 cachorrinho. 1 Estoque de Paracetamol. 1 despertador a pilha. 1 cadeira de praia. 1 botijãozinho de gás. 1 fogãozinho de 2 bocas. 1 panelinha. Livros e revistas.

 

Após isso, Roberto começou a pedir de volta o dinheiro, afirmando que está passando necessidades. Roberto fala em redes sociais que irá ficar na frente da APAE até reaver a quantia que ele mesmo doou.

⚫️🔴 Eu doei para a APAE DE SÃO JOAQUIM-SC, todas as minhas economias suadas e sofridas que eu estava guardando na minha conta poupança, porque todos os moradores de Goiânia-GO, estavam me tratando mal pelas ruas. Todos os moradores de Goiânia, estavam boicotando o meu ALMANAQUE DO ROBERTO. Ficavam me xingando e me encarando pelas ruas. Chamavam o meu TRABALHO de MALANDRAGEM, etc. Para mostrar aos moradores de Goiânia-GO, que eu estava sendo honesto e sincero, resolvi doar todas as minhas economias para a APAE. Peguei um ônibus na rodoviária de Goiânia-GO e fui direto para a cidade de São Joaquim-SC, e transferi todas as minhas economias dentro do BANCO DO BRASIL para a conta da APAE. Depois retornei para Goiânia, para continuar com as vendas do meu abençoado ALMANAQUE DO ROBERTO. Após a doação das minhas economias para a APAE, as coisas pioraram para mim pelas ruas de Goiânia. Os moradores ao invés de me apoiarem e me ajudarem, ficaram rindo e zombando da gente pelas ruas. Ficavam procurando PROBLEMAS PESSOAIS do meu PASSADO, para me causarem mais PROBLEMAS para o meu FUTURO. E a APAE de São Joaquim-SC, me agradeceu na sua página oficial, e depois apagaram. FIQUEI SEM NADA : sem apoio, sem incentivo, sem poupança, sem suporte, sem chão, etc. Ninguém me vê e nem me escuta. Enviei e-mails 2 vezes para todas as rádios, jornais e TVs do Estado de Santa Catarina. Até agora não recebi nenhuma palavra de conforto da imprensa ou de jornalistas catarinenses. Sem esse dinheiro doado, faltam poucos dias para eu se tornar MENDIGO e MORADOR DE RUA. E morando nas perigosas ruas de Goiânia-GO, a gente corre vários riscos de saúde e de vida. A cidade de Goiânia-GO, é muito perigosa. Aqui em Goiânia só os covardes e malandros sobrevivem. Eu não terei nenhuma chance, caso a APAE não devolva todo o meu dinheiro.

APAE de São Joaquim divulga nota