A sessão no Tribunal do Júri na Comarca de Bom Retiro julgou dois réus  nesta quinta-feira (29). Um deles foi sentenciado em 91 anos e quatro meses de prisão. Para o outro a pena foi fixada em 103 anos e quatro meses, ambos em regime fechado.  A tentativa de homicídio contra nove vítimas, todas da mesma família, teve três qualificadoras. Eles também foram condenados por porte ilegal de arma de fogo.

Os jurados aceitaram a tese apresentada pelo Ministério Público, que acusou os homens por nove tentativas de homicídio qualificadas por motivo torpe, porque uma das vítimas teria pedido para que o grupo criminoso, o qual que os réus integram, parasse de vender drogas em frente a sua casa; surpresa, pois todas as vítimas estariam dormindo e foram chamadas para sair à rua, o que dificultou a defesa;  e dissimulação, por terem anunciado falsamente que seriam da polícia.

O crime ocorreu em janeiro deste ano durante a madrugada do dia 15. No dia anterior, o pai da família teria solicitado que a venda de entorpecentes em frete a sua residência terminasse. Inconformado com a repreensão, os homens voltaram ao local e identificaram-se como sendo da polícia e, ao serem atendidos,  os réus atiraram diversas vezes contra as vítimas para mata-las. Das nove pessoas que estavam na casa, três foram atingidas, a mãe e dois filhos adolescentes . No local havia quatro crianças, de dois, quatro, sete e 10 anos.

Na sentença, um dos réus teve a pena atenuada por conta da menoridade, pois quando os fatos ocorrem, ele tinha menos de 21 anos. Os dois homens estavam presos no Presídio de Lages desde fevereiro, local onde devem aguardar o trânsito em julgado.

Mais uma sessão em 2018

A comarca de Bom Retiro deve realizar mais uma sessão no Tribunal do Júri neste ano. A última de 2018 está marcada para o dia 13 de dezembro, totalizando 14 júris com a participação da comunidade. Os crimes dolosos contra à vida em Bom Retiro estão levando, em média, 10 meses para serem julgados.

Taina Borges – Assessoria de Imprensa do TJSC – Comarca de Lages

Foto: Divulgação