O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) aprovou a Licença Ambiental de Operação (LAO) para a Linha de Transmissão entre Biguaçu e Siderópolis. A LAO autoriza o início de funcionamento do empreendimento que teve investimento de R$ 1,3 bilhão e gerou cerca de cinco mil empregos na região dos 28 municípios interceptados.

A autorização abrange a transmissão de 525 kV SE Biguaçu – SE Siderópolis 2, da Linha de Transmissão de 230 kV SE Siderópolis 2 – SE Forquilhinha e de parte da Subestação de Energia de 525/230 kV Siderópolis 2, de responsabilidade da empresa EDP Transmissão Aliança SC S.A.

De acordo com a empresa responsável pela obra, o principal objetivo é a ampliação do sistema elétrico da região Sul do estado, melhorando a qualidade e a segurança do fornecimento de energia. “Com a implantação desse novo sistema elétrico, a população será beneficiada devido ao aumento da segurança energética, à melhoria do desempenho do sistema elétrico da região, ao aquecimento da economia local, com a maior geração de renda e emprego para a população”.

A construção começou no segundo semestre de 2018 e a conclusão e energização de todas as Linhas de Transmissão devem ocorrer até dezembro de 2021.

Mais informações:

  • SE 525/230 kV Siderópolis 2: A subestação ocupa uma área de 18,5 ha e localiza-se no município de Siderópolis. A área é subdividida em dois platôs que contêm as estruturas de tensão 525 kV e 230 kV separadamente.
  • LT 525 kV Biguaçu – Siderópolis 2: Esse trecho da linha de transmissão, que liga a Subestação Biguaçu à Subestação Siderópolis 2, tem cerca de 150 km de extensão, atravessando 13 municípios: Biguaçu, Antônio Carlos, São Pedro de Alcântara, Águas Mornas, São Bonifácio, São Martinho, Rio Fortuna, Grão Pará, Braço do Norte, Orleans, São Ludgero, Urussanga e Siderópolis. A linha de transmissão conta com 317 torres estaiadas e autoportantes, com vãos médios entre torres variando de 337 a 447 metros, e operará em circuito simples.
  • LT 230 kV Siderópolis 2 – Forquilhinha: O trecho da linha de transmissão que liga a Subestação Siderópolis 2 à Subestação Forquilhinha tem aproximadamente 28 km de extensão e intercepta o território de 3 municípios: Siderópolis, Nova Veneza e Forquilhinha. Essa linha, que contém 70 torres, operará também em circuito simples, com tensão de 230kV.

 

Informações adicionais à imprensa:
Claudia Xavier
Assessoria de Imprensa IMA