Promotor de Justiça, deputado federal, prefeito de Bom Jardim da Serra por dois mandados, Rivaldo Antônio Macari morreu às 23 horas deste domingo (08-11). Ele tinha 69 anos e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva – UTI do hospital de Caridade, em Florianópolis. Macari tinha problemas ósseos e por ser cadeirante há muitos anos, precisou realizar cirurgia e os medicamentos não foram suficientes para combater uma infecção causada por bactéria.

O presidente da Amures prefeito de Correia Pinto, Celso Rogério Alves Ribeiro, lamentou a morte do ex-prefeito que foi também, presidente da Associação de Municípios da Região Serrana, de 24 fevereiro de 2011 à 31 agosto do mesmo ano. “É uma perda significativa para a região e para Santa Catarina. Macari foi uma grande liderança política e influenciou muitas pessoas, além de ser um empreendedor nato. Deixa um legado exemplar numa trajetória de superação pessoal e realizações”, comenta o presidente da Amures.

Os atos fúnebres de Macari acontecem nesta segunda-feira, no Crematório Catarinense em Palhoça, com cerimônia aberta ao público das 13h às 15h, quando acontece a solenidade de despedida.

Formado em direito pela Ufsc, Macari ingressou no Ministério Público em 1978 e permaneceu na instituição até 1987. Foi deputado estadual e participou da Assembleia Constituinte de Santa Catarina, assinada em outubro de 1989.

Quando presidente da Amures, Macari foi o grande responsável pela regulamentação dos Campos de Altitude no estado de Santa Catarina e um dos mentores e defensor do Código Ambiental Catarinense.

Em 1988 assumiu a Secretaria de Estado da Segurança Pública e em 1991 foi reeleito deputado estadual. Ocupou também a cadeira de deputado federal entre 1995 e 1996 e se elegeu prefeito de Bom Jardim da Serra por dois mandatos: em 2004 e 2008.

Como deputado federal foi membro de importantes comissões como Minas e Energia e membro da comissão que tratou do Código Aduaneiro do Mercosul. Macari foi também, Leiloeiro Rural vinculado à Federação de Agricultura de Santa Catarina e Secretário do Sindicato Nacional dos Leiloeiros Rurais de São Paulo.