A rede de formação técnica e-Tec do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Santa Catarina (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), abriu inscrições para o curso Técnico em Fruticultura em São Joaquim. São 30 vagas para formação da primeira turma no Estado.
De acordo com a coordenadora do curso do Senar/SC, Katia Zanela, a capacitação tem duração de dois anos e meio, com 1.350 horas, 70% delas on-line e 30% presenciais. “O aluno aprende a executar, planejar e controlar todo o processo produtivo de plantas frutíferas. O curso é ofertado em parceria com o Sindicato Rural de São Joaquim, município destaque em fruticultura no Estado e no País”, sublinha Kátia.
O presidente do Sindicato Rural de São Joaquim e vice-presidente de finanças da Faesc, Marcos Antônio Pagani de Souza, destaca que a qualificação é fundamental para a região que tem 80% da economia voltada à fruticultura. “São Joaquim é o maior produtor de maçã do Brasil e a cadeia frutífera é a base econômica de toda a região serrana. Por isso, o curso é essencial para aprimorar o conhecimento dos produtores e formar técnicos para atuarem aqui”, observa.
Para o superintendente do Senar/SC, Gilmar Zanluchi, além da execução das atividades específicas da cadeia, o curso qualifica produtores rurais para atuarem na administração das propriedades. “É um curso técnico diferenciado, voltado ao empreendedorismo, além de uma oportunidade para o produtor rural buscar maior qualificação e melhorar produtividade e renda”, ressalta.
O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, ressalta que a formação profissional rural fortalece os produtores e aumenta a competitividade no campo. “Essa capacitação fará a diferença na vida das famílias que vivem da fruticultura na serra e contribuirá para a transformação das propriedades e do setor no Estado”, grifa.

INSCRIÇÕES

As inscrições para o processo seletivo  seguem até 01 de fevereiro de 2021, exclusivamente pela internet (http://www.senar.org.br/etec/), onde também consta o edital completo. Para inscrever-se, o candidato precisa ter concluído o ensino médio e, prioritariamente, atuar no meio rural.