Fotos: Júlio Cavalheiro/Secom

O Instituto Geral de Perícias (IGP) de Santa Catarina ganhou nesta segunda-feira, 7, um reforço histórico com a posse de 96 profissionais, sendo 94 peritos e dois papiloscopistas. O ato foi realizado com a presença dos novos profissionais, na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública, em Florianópolis.

O curso de formação dos novos servidores começou também nesta segunda. Ele leva entre três e quatro meses e meio, de acordo com cada cargo.

O perito-geral do IGP, Giovani Eduardo Adriano, lembrou que a convocação significa uma recomposição de efetivo após 11 anos sem novas contratações. “Nunca tivemos tanto respaldo quanto agora, e este é um momento tão histórico quanto à criação do Instituto, em 2005”, afirmou Adriano. “Foi um concurso extremamente concorrido. Todos os aprovados são grandes vencedores”, enalteceu o perito-geral.

Benefício para todas as regiões

Entre os 94 peritos oficiais empossados, 29 são médicos legistas e 65 são peritos oficiais. De acordo com Giovani Adriano, com o reforço no efetivo será possível fazer com que todas as equipes nas 29 unidades regionais do IGP contem com pelo menos dois peritos criminais e um médico legista.

Representando o governador Carlos Moisés no ato, o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, relembrou que logo no início do ano ficou clara a necessidade de se dar mais atenção ao IGP para melhorar o combate à criminalidade em Santa Catarina.

“Tanto o governador Carlos Moisés quanto a vice-governadora Daniela Reinehr estão muito felizes por este momento. Sabemos da importância do Instituto, porque não é possível falar de segurança pública sem falar do Instituto Geral de Perícias”, relatou Tasca.

O secretário abriu o curso de formação com uma aula magna sobre a gestão da segurança em Santa Catarina.

Também participaram do ato o delegado-geral de Polícia Civil, Paulo Koerich, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, coronel Charles Alexandre Vieira, a diretora-geral da Secretaria de Estado da Segurança Pública, Luciana da Silva Pinto Maciel, o diretor da Academia de Perícias (Acape), Rogério de Medeiros Tocantins, o presidente da Comissão de Segurança, Criminalidade e Violência Pública da seção catarinense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SC), Noel Antonio Baratieri, representando o presidente OAB/SC, Rafael Horn, além de servidores do IGP e familiares dos profissionais empossados.

Mais efetivo para a segurança pública

O governador Carlos Moisés também já assinou a chamada de 50 agentes e 50 escrivães para a Polícia Civil, que se somam aos 34 novos delegados já empossados. Em novembro, está prevista a convocação de 150 soldados do Corpo de Bombeiros Militar, que ainda terá mais 142 chamados em março do ano que vem.

A Polícia Militar já tem o aval do governador para chamar 35 oficiais e 500 soldados após os concursos que estão em andamento.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros

Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação – SECom