[dropcap]P[/dropcap]arte da ponte na divisa entre as serras catarinense e gaúcha quebrou na tarde deste sábado (23) enquanto um caminhão carregado de madeira passava pela estrutura. O local faz parte da rota de escoamento da maçã, da madeira e do mel e estava interditado até a noite deste sábado. A ponte liga São Joaquim, na serra catarinense, a Bom Jesus, no Rio Grande do Sul.

No ano passado, essa rota chamada de Caminhos da Neve chegou a ser federalizada, mas o processo está pendente. A Secretaria Estadual de Infraestrutura ainda não encaminhou todos os documentos exigidos pelo departamento que cuida das Rodovias Federais. Atualmente, os próprios produtores fazem a manutenção da ponte.

O caminhão envolvido no fato estava vindo do Rio Grande do Sul para Santa Catarina. Na hora da travessia, parte da ponte desabou. O veículo ficou emperrado entre os trilhos.

Má qualidade

Produtores de maçã e mel relatam prejuízos por causa das más condições da SC-114, onde fica a ponte que quebrou neste sábado. Eles dizem perder parte da produção por causa de todas as dificuldade enfrentadas no transporte das mercadorias. O governo do estado afirma que está em fase de estudos para terminar a pavimentação da rodovia, mas não deu prazo.

Alguns trechos chegaram a ser asfaltados. Mas os trabalhos foram paralisados depois que o estado decidiu passar a rodovia para a União.

Já existe lei assinada pelo Presidente da República para tornar a Rota Caminhos da Neve numa rodovia federal. Em 21/11/2018 o Dnit já aprovou que será denominada BR-438. Porém o Governo de SC e RS precisam agilizar a entrega dos documentos para que o Dnit assuma essa “coisa”.

Fonte: G1 SC

Fotos: Grupo BR-438 Rota Caminhos Neve