As peças que irão substituir componentes das torres eólicas, em Bom Jardim da Serra, já começaram a chegar. A revitalização é bastante esperada no município, já que a maior parte dos equipamentos estão sem funcionar. O Parque Eólico foi inaugurado em 2011 e desde então, das 62 torres instaladas, apenas 8 funcionam.

Nos últimos meses, os moradores ao redor, perceberam uma movimentação. Máquinas começaram a realizar a manutenção da estrada, permitindo o trânsito dos caminhões que transportam os pesados equipamentos.

Um dos maiores afetados pela falta de funcionamento do parque eólico é a prefeitura de Bom Jardim da Serra, que deixa de receber os royalties e do ICMS pela venda da energia produzida. O prefeito Serginho Rodrigues de Oliveira explica que a estimativa é que o município perde cerca de R$ 150 mil mensais.

A expectativa é que, em três meses, todas as torres estejam funcionando. A data prevista para que isso acontecesse, era o mês de agosto. Mas como explicou o prefeito, a empresa estava trabalhando em outro local. A previsão é que, em dezembro, as torres, que estão paradas há mais de cinco anos, voltem a gerar energia.

Entretanto, mesmo que até o final deste ano tudo esteja dentro da normalidade, o pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) só começará a ser pago no final do ano que vem.

Mesmo com as torres paradas (sem gerar energia), a empresa Energimp honra o pagamento de aluguel dos terrenos onde estão instaladas as torres. Desta forma, os produtores rurais não tiveram qualquer prejuízo neste período.

Sobre o parque

O Parque Eólico de Bom Jardim da Serra foi inaugurado em 2011, após um investimento de R$ 545 milhões. Ao todo, são 62 aerogeradores, com 93 megawatts de potência, capacidade suficiente para abastecer 90 mil famílias. Durante a construção da usina eólica, o município arrecadou R$ 2,15 milhões. Quem colocou o projeto em prática foi a empresa Energimp, que ainda possui escritório na região. O espaço ocupado pelas 62 torres de energia eólica é de, aproximadamente, 3 mil hectares.

Fonte: CL Mais