O fato aconteceu na noite de sábado (30), quando a guarnição da PM  foi acionada via central de emergência para deslocar até a rodoviária, onde segundo relato do comunicante, duas crianças pequenas estariam perdidas no local e não sabiam onde os pais estavam.

Durante o deslocamento, teve nova solicitação de um número diferente. Chegando ao local foram constatadas duas crianças de aproximadamente 9 anos de nome E. e 8 anos de nome K. sozinhas.

 

Foi conversado com o segurança da rodoviária o qual explicou que por volta das 20:30h duas crianças apareceram na rodoviária perguntando se não tinham visto seus pais, que estavam procurando os pais que haviam saído desde as 16h e não haviam retornado.

 

O segurança pagou duas pizzas e dois chocolates para elas. Diante dos fatos foi acionado o Conselho Tutelar o qual colocou as meninas no carro delas e juntamente conosco, deslocado até a residência dos pais. Quase chegando na residência, ao passar por um bar na rua, os pais, ambos em visível estado de embriaguez, avistaram a o carro do Conselho e foram correndo para casa.

 

Chegando ao local, os pais das meninas estavam alterados agressivos e embriagados, ao indagar sobre os filhos relataram que as filhas ficaram em casa, e devem ter fugido, e que estavam assistindo ao jogo do Palmeiras na rodoviária, desde as 16:30h, e que devem ter fugido de sua mãe.

 

A guarnição adentrou na casa e viu que não havia nenhum adulto no local, que haviam três crianças pequenas sozinhas na residência. Ressalta-se que a todo momento os pais A. R. G. de 26 anos e R. S. S. de 34 anos atrapalharam o bom andamento do serviço, não só da guarnição mas também com o Conselho Tutelar, sempre muito agressivos e alterados.

 

Diante dos fatos, e seguindo a orientação do Conselho, o qual relatou que teriam que levar todas as crianças para o abrigo pois havia caracterizado o abandono, a guarnição conduziu os envolvidos até a central de polícia para os procedimentos cabíveis.

 

Foi repassado pela conselheira que todos as crianças iriam imediatamente ao abrigo, e colocaram três crianças no carro, ao buscar as outras duas delas não foram encontradas. A guarnição adentrou na residência da vó, porém não as encontrou. Familiares falaram que eles haviam “fugido” e após chegar a delegacia o avô avisou que elas estavam em sua casa dormindo.

*Com infos da PM São Joaquim