Na tarde do dia 23 de janeiro de 2018, a guarnição da Polícia Militar foi acionada para conter uma briga que acontecia próximo ao Hospital, na Rua Domingos Martorano.

Ao chegar ao local, a PM se deparou com alguns moradores de rua que informaram que outros andarilhos queriam invadir o local onde estavam, mas que por estarem em menor número se retiraram.

Durante a abordagem, a guarnição consultou o nome de todos os presentes e constatou que um deles estava com mandado de Prisão em Aberto pelo crime de furto, proveniente da cidade de Videira, e deram voz de prisão, sendo conduzido até o presídio de Lages.

Ele disse aos policiais que estava a três semanas na cidade à procura de trabalho em algum pomar de maçã. Em entrevista sobre o caso o 2º Tenente Wolf, Comandante do 1º Pelotão de Polícia Militar de São Joaquim ressalta, “Esse é mais um exemplo da relevância do cadastramento dos trabalhadores da maçã na AMAP, com certeza esse indivíduo não estava cadastrado, pois sabia que seria rapidamente identificado. O cadastramento é uma ferramenta importantíssima para prevenir que alguns poucos maus elementos permaneçam na nossa comunidade” frisa o Tenente.