Aconteceu na noite de segunda-feira (29), no plenário da Câmara de Vereadores de São Joaquim, uma sessão extraordinária que destituiu o presidente da casa, Admir Nunes.

A destituição é privar alguém de autoridade, cargo, ofício, colocação ou emprego. O fato aconteceu após um longo período de discussões e debates acalorados, onde seis, dos nove edis votaram a favor da destituição.

Segundo o artigo 30, a destituição de membro efetivo da Mesa somente poderá ocorrer quando comprovadamente desidoso, ineficiente ou quando tenha se prevalecido do cargo para fins ilícitos, dependendo de deliberação do Plenário pelo voto da maioria absoluta dos Vereadores, acolhendo a representação de qualquer Vereador.

A sessão extraordinária aconteceu na noite desta segunda, após a sessão ordinária. O Vereador relator, Dalton Nunes, leu seu parecer na tribuna, onde foi favorável ao Presidente da casa. Em seguida aconteceu a votação, nominal, respondendo SIM para destituir e NÃO para o presidente continuar.

Como foi a votação:

Dalton Nunes – Não

Ilton Carvalho – Não estava

Admir Nunes – Não estava

Roni da Silveira – Sim

Guinho Biolo – Sim

Joaquim Jr – Sim

Clodoaldo Costa – Sim

Carlinhos Tenente – Sim

Serginho – Sim

A princípio quem assumiu a presidência da casa foi o vice, Clodoaldo Costa, que após a sessão já deliberou algumas pautas para a casa.

Em contato com a assessoria do Presidente Admir Nunes, os mesmos informaram que ainda não foi emitida uma nota oficial sobre isso, mas ainda hoje será estudado a possibilidade de entrar na justiça com um mandado de segurança para avaliação final.

Abaixo confira a sessão extraordinária que aconteceu na segunda-feira: