Informamos a comunidade que os preços de vários itens essenciais, estão sendo monitorados, por ocasião do momento atípico.

Respondendo ao número crescente de reclamações, algumas medidas preventivas foram tomadas, em conjunto com as principais redes de supermercados, dado ao volume de compras não esperado por parte de alguns consumidores e a exorbitante estocagem desnecessária.

Dado o respeito a Constituição Federal e ao Código de Defesa do Consumidor, que garantem o livre comércio, e deixam livres os comerciantes para negociarem os preços, desde que em lotes diferentes.

Dado os esclarecimentos acima citados, vamos aos achados:

O Leite está sendo monitorado desde 21.03.2020, dia em que nos foi relatado os novos e exagerados valores cobrados pela indústria, conjuntamente, medidas foram implantadas, para conter tais aumentos;

Aos consultores, foi pedido para que os valores negociados tivessem o menor lucro possível em produtos de cesta básica, liberando tais repasses a outros não essenciais;

Da impossibilidade de manter as promoções, por falta de estoque, foi recomendado às empresas consultoras a suspensão dos tabloides, mantendo os preços normais, reduzindo a margem de lucro, em favor do consumidor, de alguns produtos, o que foi prontamente aceito;

É um momento atípico, cabendo ao consumidor evitar estoques, comprar só o necessário, combater o preço alto apontando os menores preços encontrados para divulgação em suas redes sociais, evitando falar mal de “a” ou “b”, promovemos quem está menor e terá muito mais utilidade;

Você consumidor determina o preço, ao ignorar preços altos; Logo em breve, estaremos com os estoques repostos e a indústria recuará com os preços próximos do que já vinham praticando, não há a menor necessidade de comprar em quantidade, pelo contrário, devemos evitar;

Nós temos frutas que podem ser usadas, conjuntamente ao leite, inclusive nossa deliciosa e riquíssima maçã, muitas vezes esquecida, que pode ajudar com a reposição de água e sais minerais, vamos optar, quando possível, por frutas da época, mais acessíveis, em substituição ao leite;

Segue abaixo o resumo do preço do Leite monitorados, e constatados:

De “saco” pasteurizado = tabelado em média R$ 3,00

De “Caixinha UHT’ nos mercados = entre R$ 2,99 a R$ 3,45

De “Caixinha UHT’ nas mercearias = R$ 3,13 e R$ 3,75

De “Caixinha UHT’ em algumas padarias = R$ 4,25

Relato que não foram encontradas as infundadas denúncias de valores superiores a R$ 5,00 reais, conforme 19 ligações recebidas no plantão de ontem.

Os preços seguem normais, atendendo ao pedido do PROCON, fora da promoção, com os repasses mínimos solicitados por este Órgão, garantindo o fornecimento e acesso a todos, de todos os produtos, sem a menor necessidade de compras volumosas.

Buscamos conjuntamente fazer a nossa parte, esperamos que nos ajude para melhor servi-los, evite comprar itens em grandes quantidades, evite comprar numerosos itens com aumento de preços, divulgue e valorize os estabelecimentos com menores preços publicando em suas redes sociais, quem tem o menor preço.

Estamos de olho nas mudanças, pedimos que também fiquem e evitem, inclusive na quantidade, o que achar abusivo.

Nos mantemos à disposição, denúncias requerem comprovações com fotos, detalhes dos fatos e dos estabelecimentos, deixamos o canal procon@saojoaquim.sc.gov.br para as empresas tirarem dúvidas, e os consumidores enviarem fotos e relatos dos achados.