Produtores de maçã registraram formato exótico do granizo após tempestade em São Joaquim (SC) — Foto: Raquel Padilha/Arquivo Pessoal

Produtores de maçã registraram formato exótico do granizo após tempestade em São Joaquim (SC) — Foto: Raquel Padilha/Arquivo Pessoal

Durante a tarde desta terça-feira (9), produtores de maçã de São Joaquim, no Serra catarinense, registraram uma tempestade de granizo na cidade. Segundo os moradores, o fenômeno durou certa de 10 minutos e causou estragos em algumas plantações.

O marido de Raquel Padilha trabalhava no pomar da família quando as pedras de gelo começaram a cair. Ao ir conferir os danos, ele se deparou com o formato incomum delas e mandou o registro para a esposa “‘parecia o coronavírus”, ela disse.

“Meu marido e meu irmão mandaram as fotos. Eles ficaram bem apavorados, pois disseram que foram grandes as pedras que caíram. Eles não se machucaram pois se abrigaram no barracão. Mas o mais estranho foi o formato. Eu nunca tinham visto desse formato, normalmente a forma é arredondada ou oval”, disse a moradora.

 

Tempestade interferiu na época de colheita da safra, segundo produtora — Foto: Arleia Costa/Arquivo Pessoal

Granizo na produção de maçã

 

Pedras causaram estragos em pomares de maçã em São Joaquim(SC) — Foto: Arleia Costa/Arquivo Pessoal

Pedras causaram estragos em pomares de maçã em São Joaquim(SC) — Foto: Arleia Costa/Arquivo Pessoal

Segundo o engenheiro agrônomo da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Cristiano João Arioli, o formato diferente o granizo mostra que a tempestade que formou as pedras foi bem intensa.

“O granizo se forma a partir de uma gota e como lá na nuvem está muito frio, ela acaba congelando. Mas a energia presente na nuvem é tão grande que uma gota acaba batendo na outra. Com o choque, as gotas congeladas vão se ligando umas nas outras e formando a pedra de granizo. Ela fica pesada demais e cai da nuvem. De acordo com o número de gotas que vão se colando, o formato final da pedra pode ficar diferente, com estruturas pontiagudas”, explica o especialista.

 

Granizo é o nome dado às pedras de gelo formadas dentro de grandes nuvens de tempestade, segundo especialistas — Foto: Raquel Padilha/Arquivo Pessoal

Granizo é o nome dado às pedras de gelo formadas dentro de grandes nuvens de tempestade, segundo especialistas — Foto: Raquel Padilha/Arquivo Pessoal

A produtora Arleia Costa conta que a época de colheita está ocorrendo e que, com o formato diferente do granizo, algumas pedras ais pontudas, muitas maçãs acabaram ficando bastante danificadas. Alguns moradores chegam a estimar que o dano nos produtos tenha alcançado até 90%.

Para nós que trabalhamos nos pomares é desesperador porque aconteceu bem na hora da colheita. É muito triste. Vai demorar alguns dias para ver o tamanho do prejuízo”, lamentou Arleia.