O mês passado foi apontado pela Epagri/Ciram como o maio mais chuvoso dos últimos 25 anos. Além dos transtornos provocados em áreas urbanas, a chuva em excesso também traz graves consequências para as estradas de interior que, em sua maioria, não são pavimentadas.

Além do tráfego diário de moradores, estas estradas são, muitas vezes, acesso para destinos turísticos e, principalmente, importantes meios para o escoamento da produção agrícola do interior dos municípios.

Em São Joaquim, principal produtor de maçã do estado, são mais de dois mil quilômetros de estradas vicinais. A prefeitura estima que, diariamente, somente com transporte escolar, sejam percorridos cerca de cinco mil quilômetros pelo interior.

A chuva em excesso não atrapalhou o escoamento da produção, tampouco impossibilitou o andamento das aulas, mas deixou estragos e comprometeu o andamento do cronograma de manutenção das vicinais.

O prefeito Giovani Nunes ressalta que os municípios têm enfrentado dificuldades para manter a infraestrutura rural, pois trata-se de um serviço que não recebe investimentos externos e precisa ser executado, quase que exclusivamente, com verba própria das prefeituras.

“A gente tem dado prioridade em busca de recursos para infraestrutura, mas devido à deficiência econômica e início de gestão dos governos federal e estadual, os municípios hoje quase não têm recursos próprios para investir em infraestrutura”, comenta.

Nunes destaca que São Joaquim fará a terceirização dos serviços de duas motoniveladoras e duas escavadeiras, que serão empregadas na área rural. A contratação destes serviços está em etapa licitatória. “Vamos terceirizar porque só com o nosso maquinário a gente não dá conta. Temos a segunda maior extensão rural do estado, são mais de dois mil quilômetros de estradas municipais, e apenas com o maquinário que temos, não damos conta de atender tudo”.

Fonte Correio Lageano

Estradas do interior estão recebendo manutenção

A Prefeitura de São Joaquim, através da secretaria municipal de obras, vem fazendo manutenção em várias estradas do interior do município. Vale lembrar que são mais de dois mil quilômetros de estradas. A prefeitura estima que, diariamente, somente com transporte escolar, sejam percorridos cerca de cinco mil quilômetros pelo interior.

Com isso, várias equipes vêm fazendo um trabalho de manutenção e reformas destas estradas. Com casacalhamento, patrola e rolo compactador, estradas que vão para localidade da Estancia do Meio estão recebendo as melhorias. “Estamos na luta constante para arrumar nossas estradas, sabemos das dificuldades que enfrentamos, mas estamos olhando para nossos produtores rurais”  explica o secretário de obras Antônio Nunes, o Piui.