Uma onda de calor intenso deve chegar ao Estado de Santa Catarina nesta segunda semana de janeiro de 2022, e deve se estender até metade do mês. Conforme divulgado na manhã desta segunda-feira (10) pela Defesa Civil, as máximas podem chegar aos 40°C em algumas regiões.

No Oeste de Santa Catarina já são registradas desde novembro de 2021 essa marca de temperatura. Segundo o meteorologista da Epagri/Ciram Marcelo Martins, isso não é uma novidade.

“ Já estamos registrando temperaturas entre 35ºC e 40ºC faz bastante tempo. É apenas o verão”, esclarece Marcelo.

No litoral catarinense os termômetros podem também ficar na casa dos 40°C. Segundo o meteorologista Piter Scheuer esse calor brutal atingirá com mais força o Centro da América do Sul.

“A previsão indica que o pior do calor ocorrerá na Argentina e no Uruguai, mas o efeito será sentido no Rio Grande do Sul. Porém para nós não será extremo e deve ser sentido a partir do fim dessa semana”, explica ele.

De acordo com o meteorologista Piter Scheuer, a próxima semana deve ser bastante quente por conta de uma massa de ar bem quente que estará no Paraguai, e que vai levar a temperaturas acima dos 30°C em todo o Estado de Santa Catarina.

O território catarinense será atingido pela massa de ar quente, porém a partir de sexta-feira (14) e durante o fim de semana. Por conta do calor e aquecimento alguns temporais não podem ser descartados.

Confira a nota meteorológica completa:

O alerta foi feito nesta segunda (10) e se estende até metade do mês de janeiro de 2022 – Foto: Defesa Civil/Divulgação/NDO alerta foi feito nesta segunda (10) e se estende até metade do mês de janeiro de 2022 – Foto: Defesa Civil/Divulgação/ND

Apesar das previsões, os especialistas afirmam que para Santa Catarina não será um calor diferente do que estamos acostumados durante o verão brasileiro.

Previsão internacional

As maiores máximas nesta onda de calor vão ocorrer na Argentina, no Oeste, Centro, Norte e Nordeste do país, entretanto os maiores desvios de temperatura em relação ao normal vão ocorrer na província de Buenos Aires e no Uruguai, onde estará o núcleo da bolha de ar extremamente quente.

O SMN (Serviço Meteorológico Nacional) da Argentina emitiu um prognóstico trimestral, de 2022, explicando e orientando a população sobre o período de temperaturas elevadas.

“Toda a região vai registrar condições de muito calor ao longo da semana, com temperaturas máximas que ficarão entre 35ºC e 42°C, podendo ser superadas em alguns locais”, assinala o SMN.

Veja o prognóstico de temperaturas completo aqui.

Segundo o Inumet (Instituto de Meteorologia do Uruguai), no país o clima quente será extremo. O pior do calor, entretanto, ficará no Oeste e no Norte do país como Salto, Artigas e Rivera com máximas de 41ºC a 43ºC.

Confira a previsão completa para os primeiros três meses no país.

Cuidados durante épocas de muito calor

A orientação da Defesa Civil brasileira e dos demais órgãos internacionais é que neste período sejam evitadas atividades ao ar livre e que as pessoas consumam bastante água para evitar problemas relacionados às altas temperaturas. Em especial animais, crianças e idosos devem receber cuidados redobrados.

Diferente da Europa e Estados Unidos, a América do Sul não contabiliza por registros médicos mortes em consequência de ondas de calor.