Unifique

Oi, oi pessoal

Estou lendo algumas coisas sobre o mês de setembro amarelo, campanha para prevenção de suicídios, algumas pessoas estão postando em suas redes sociais que as pessoas com depressão precisam falar mais sobre suas dores ou então procurar ajuda.

 

Mas o que a maioria não sabe o como é difícil entender o que está passando na nossa mente porque para cada comportamento negativo que temos nossa mente procura uma associação positiva.

E pensando nisso me lembrei de uma amiga que estava com depressão e na maioria das vezes ela estava super bem. E sempre justificava que não poderia ficar triste que Deus abençoou ela com marido e filhos maravilhosos. Então ela ficava lutando contra aquilo o tempo todo com a justificativa que tinha que ser mais grata.

E você pode até estar compartilhando a campanha, pedindo para as pessoas falarem mais sobre as suas dores e seus problemas. Talvez sem perceber que você também pode estar com um caos interno na sua mente e a hora que você perceber já pode ser tarde demais.

E eu falo isso, pois isso aconteceu comigo. Eu estava super bem na minha zona de conforto com minha confecção (eu tinha uma confecção e fiz minha transição de carreira para coach), minha família maravilhosa e nem me dei conta que meus sonhos estavam indo embora pois estava confortável nessa zona de conforto e quando meu mentor disse “Ou você dá certo nessa vida ou dá certo nessa vida” eu percebi meu caos interno e comecei a transformar minha vida para a vida dos meus sonhos.

É isso acontece porque o ser humano tem a mania de se comparar com outras pessoas. Você pode estar em um emprego que não gosta e está infeliz, mas conversa com alguém que está desempregado e não está conseguindo pagar suas contas, e aí você pensa que então é melhor ficar no seu emprego que está ruim mas pelo menos consegue pagar as contas.

Você pode estar relaxando com suas finanças mas pensa “OK, tem gente que está pior que eu, então tudo bem ficar assim”.

Ou você está em um relacionamento de casal que não está muito bem e você não procura ajuda pois ouviu a história do marido que matou a mulher por ciúmes e logo pensa “é melhor ficar do jeito que está”.

Você pode ter o vício de beber ou fumar e isso pode estar destruindo a sua saúde, mas você pensa no seu vizinho que bebe e fuma muito mais que você e está com a saúde excelente.

E talvez você queira realizar seus sonhos, mas vem alguém e diz o como é difícil que já tentou e não conseguiu e você pensa “então nem vou tentar”.

Por isso é muito difícil identificar nossos comportamentos negativos e a gente acaba aceitando e se conformando com a vida que tem, e a hora que percebe esse caos interno já dominou.

Um autoconhecimento é muito importante, quanto mais inteligência emocional você desenvolver mais autoconhecimento e clareza você vai ter das suas percepções da vida.

Identificar quem você é realmente “eu sou quem eu sou, custe o que custar” identificando as crenças que limitam o seu potencial, aonde você se autossabota, identificar a hora que você entra em papel de vítima, tudo isso é importante.

E esse autoconhecimento é onde você começa a entender melhor como funciona sua mente e elimina todo esse caos interno que provocam doenças emocionais.

“Autoconhecimento é um caminho que ninguém pode fazer por você” (Danusa Moch)

 

 

 

 

Seja sua melhor versão!

Por: Danusa Moch

Coach Realização Pessoal

Realização Profissional e

Inteligência Emocional