Um dos principais e maiores eventos tradicionalistas de Santa Catarina, o Rodeio de Santa Isabel, em São Joaquim acontece entre os dias 11 a 13 de janeiro. A expectativa da organização é reunir 30 mil pessoas durante os três  dias de festa no parque Nenzo Sá, em São Joaquim.

A chegada dos tropeiros marca a abertura do evento na sexta-feira (11), a partir das 17h, comboio que será recepcionado pelo CTG e piquete Laço da Mangueira Velha, promotor do rodeio. Por conta da crise política e econômica, pela qual o país passa, segundo a organização, nesta edição o tradicional carreteiro não será oferecido aos visitantes, assim como a Sesteada da Canção que foi excluída da programação. Mas, por outro lado, a novidade é a entrada gratuita no parque, com acesso livre ao estacionamento e camping.

A  diretora artística do rodeio, Bia Melo disse que foi necessário enxugar o número de atrações na programação. “O Centro de Tradições Gaúchas (CTG) sempre arcou com recursos para a realização do evento e a redução de algumas atrações foi a alternativa que viabilizou que o rodeio fosse realizado”, explica.

Porém, ela adianta que a hospitalidade e a estrutura continua a mesma. Apesar de o acesso à localidade Santa Isabel não contar com asfalto, e comumente chove durante o evento, Bia adianta que a Prefeitura de São Joaquim fez a manutenção no trecho para o trânsito fluir bem.

Sobre as atrações, Bia conta que as laçadas (de todas as modalidades de Movimento Tradicionalista Gaúcho) foram mantidas e o famoso baile no sábado (12), também. O grupo Tchê Guri vai animar os visitantes.

“Ainda estamos acertando a logísticas das praça de alimentação e a possibilidade de instalar um parque de diversão”, explica. O evento entra na sua 52ª edição tendo como objetivo principal a preservação dos valores culturais da Serra Catarinense e também o contato com a natureza.

Para coibir que o sentido tradicionalista se desvirtue, são proibidas músicas que não sejam do mesmo gênero musical tocado no rodeio e também som alto nas barracas de acampamento.

Fonte: CL Mais