Num comparativo entre janeiro e fevereiro de 2020 com 2021, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Santa Catarina registrou aumento de 28% nas transferências de pacientes de um hospital a outro. A demanda engloba o transporte inter-hospitalar por avião e ambulâncias terrestres. Neste ano, em janeiro, o Samu transferiu 16 pacientes por avião, 887 por Unidades de Suporte Avançado (USA) e 318 por Unidades de Suporte Básico (USB). Em fevereiro, o relatório apontou sete transferências de avião, 866 por USAs e 295 por USBs.

“O aumento expressivo leva em consideração o momento pandêmico que vivemos; é notável. E mostra que os nossos profissionais não param e que continuamos sendo referência”, destacou a diretora do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Santa Catarina, Juliana Brasil.

O maior número de transferências ocorreram nas cidades de Chapecó, Mafra e Joinville, em fevereiro. Ao todo, o Samu realizou 3.057 transferências em apenas 59 dias, uma média de 51 transportes diários.

Mais informações para a imprensa:
Andrey Lehnemann
Assessoria de Comunicação