Unifique

Antes de tudo, há sempre de se considerar o fator físico. A falta de vitamina D e complexo B, ferro, baixos indicies glicêmicos, falta de proteínas entre tantos outros fatores, podem fazer o corpo sofrer essa baixa de energia. Então, antes de qualquer conclusão precipitada, avalie seus hábitos diários e sua saúde. Tendo esclarecido isto, vamos ao tema de nossa conversa!

Quando se fala em vampiros, é automático vir em nossas mentes a imagem de um ser que suga nosso sangue com presas cravadas em nosso pescoço, mas a verdade é que esse processo de ter nossa energia sugada é bem mais sutil e quase imperceptível, lugares, pessoas e objetos ao nosso redor podem estar drenando nossas energias sem que nos demos conta.

AMBIENTES

Há ambientes com uma carga histórica de acontecimentos violentos, discussões, catástrofes, vícios, ou de grande tristeza onde criou-se uma egrégora, uma massa de energia, e por consequência da necessidade do planeta de estar sempre buscando equilíbrio, o ambiente pega sua energia positivada para tentar dissolver a densidade daquele ponto.

Aparentemente pode parecer fácil resolver esta situação apenas não indo mais no lugar que te suga, porém nem sempre está ao nosso alcance mudar de sala de trabalho, se mudar da casa, reformar algum cômodo e por ai vai. Então segue alguns conselhos de como se proteger ou equalizar o ambiente:

– Antes de adentrar ao local, se proteja. Faça alguma oração, programe seu pensamento para que sua mente fique atenta as influencias negativas do ambiente e as bloqueie.

– Dê outras fontes de vitalidade ao ambiente, musicas alegres ou tranquilas, uma janela aberta para que o vento adentre, vasos de plantas, pedras comuns, de rio ou cristais, fontes d’água, são grandes ajudantes!

– Um recipiente com sal grosso em pontos estratégicos, ou uma solução feita de água com sal grosso (coloque o liquido em um borrifador e aplique sempre que sentir necessidade)

– Dentro da Radiestesia é possível medir com precisão onde e porque o ambiente está desta maneira, por vezes o problema se encontra pela ação de lençóis freáticos que se encontram exatamente embaixo daquele lugar, fazendo a energia passar muito rápido ou ficar estagnada. Eletricidade em excesso, energia telúrica devida a rachaduras no solo, as causas naturais podem ser diversas.

– Ainda dentro da radiestesia, é possível se utilizar de gráficos, ou com a sabedoria do reiki usarmos a nosso favor os seu símbolos, para a proteção do ambiente e de quem o frequenta.

OBJETOS

Objetos guardam a memória de quem os possui, dos ambientes em que esteve e também das situações que o circundaram.  Moveis antigos, joias, objetos quebrados, ou a muito tempo sem uso, são de fato um problema. Provavelmente veio em sua mente livrar-se imediatamente daquele móvel que ganhou ou comprou em um “Moveis Usados”, passar a diante aquele colar que era da sua vó ou o anel que sua amiga lhe deu, mas não se preocupe há maneiras de neutralizar a energia impregnada:

– Primeiro de tudo, se o móvel ou objeto está quebrado á meses e você fica apenas se prometendo conserta-lo e nunca o faz, só há duas opções: Arruma amanhã ou joga logo fora. Ter coisas quebradas ou sem uso em nosso entorno, estagna o fluxo do ambiente, impede que um espaço se abra para coisas novas ou para que a energia do lugar fique mais fluida. Tira esse peso de perto de você.

– Para objetos que já foram de outras pessoas ou que você desconfia que há algo fora normal com ele, é importante que seja feita uma purificação, energização e programação. Purificar um objeto ou um móvel é mais simples do que se imagina, basta pôr sob o sal grosso ou na terra. Deixe que o objeto fique em contato com estes elementos, por no mínimo de um dia e depois disto, faça a energização. Isto pode ser feito com o objeto sendo exposto aos raios solares, com fumaça de incenso, ou passando um maço de plantas recém-colhidas sobre ele. Por fim vem a programação, que nada mais é do que lançar palavras de permissão de uso ao objeto. Coloque as mãos sobre o objeto e peça permissão ao antigo dono para usa-lo, caso o sentimento “ruim” persista é melhor se livrar do objeto em questão, mas se você se sentir bem agradeça e abençoe o objeto. Não subestime sua intuição, sempre que sentir algo de errado avalie o que te cerca.

PESSOAS

Aqui chegamos a um ponto delicado, pois nem sempre quem te suga a energia, o faz de maneira consciente e por vezes podem ser pessoas muito queridas em nossas vidas e não desejamos nos afastar, ou até mesmo faz parte de nosso trabalho lidar com pessoas com a energia mais baixa então, se faz necessário saber se proteger, vamos aos dois padrões  mais comuns de vampirização:

– O JULGADOR: Aquele que sempre que se aproxima, acaba lhe apontando erros, defeitos ou lhe diz como deve agir ou fazer tal coisa, ele sempre faz melhor ou sabe mais que você. Não te pede permissão para dar os conselhos, ou se pede, não espera sua resposta e vai falando o que acha que deve falar. Dessa forma, ele se alimenta através do ego, apontando o erro e dando incessantemente suas soluções, ele vai afirmando internamente a própria importância. Já a “vitima” se sente culpada, irritada, incapaz, burra ou constrangida. NEUTRALIZAR: Se mantendo firme em sua opinião ou escolha, diminuindo a área de atuação do outro em sua vida, seja gentil agradeça a opinião, mas mantenha-se firme em fazer e ser o que desejar, confie em seus sentidos e viva a sua vida da forma que achar melhor.

– O VITIMISTA: Tudo de pior acontece com ele, se você esta cansado, ele foi internado na UTI a poucos dias, se você quebrou a perna, ele quase teve a dele amputada, não importa o que houve com você, com ele sempre acontece pior. Um simples bom dia, pode ser o convite para horas de uma conversa voltada apenas para o problema daquela outra pessoa, e no fim você se sente como uma enorme lata de lixo emocional.  Isso se dá por um senso desacerbado de auto importância, podendo chegar até ao ponto de chantagem emocional: “Você não se importa comigo”  “Não percebe meu sofrimento”  ”É que comigo foi bem pior, você não entende” para que assim, recebam a dose de atenção que necessitam através da culpa que depositam no outro. NEUTRALIZAR: De fato isto esgota demais nosso mental e emocional, você deve até tentar ajudar, mas ao perceber que o discurso não muda e que a atenção da outra pessoa ou da conversa nunca é volta para você também, se afaste. Infelizmente não há outra maneira, e você não é responsável pelos problemas ou azar da outra pessoa, até porque, ela mesma busca este prisma para ser vista e ver o mundo. Sofrer também é uma escolha, e devemos respeitar a escolha de vida do outro, por fim relações unilaterais nunca perduram muito tempo sem que um dos lados adoeça.

PROTEÇÕES 

 Ao estar na presença de alguém que te suga, cubra seu umbigo. É através do umbigo que nos conectamos as pessoas e aos ambiente em nossa volta, cobrindo o umbigo com as mãos você corta a ligação energética, se mesmo assim sentir que ainda há uma energia sendo desprendida, crie em sua mente uma redoma, uma esfera, uma camada fina de proteção, feita de luz que filtra qualquer energia que possa te fazer mal. Corte o contato visual, automaticamente o vinculo da conversa ou do contato vai se desfazendo e a pessoa vai se afastar. Segurar os dois polegares ao mesmo tempo ou cruzar os braços e pernas , fecha a sua aura. Por fim, tenha uma pedra de proteção junto de você; Sei que vivo dizendo isso a cada um que vem ao meu encontro para algum trabalho energético, mas é que de fato pedras e cristais são grandes escudos, por vezes estouram quando recebem um carga muito grande de energia negativa que deveria nos atingir. Sentindo a energia sugada e o corpo exaurido, um bom banho demorado, repouso e chá forte de canela ou alecrim, ajudam a alimentar seu corpo áurico mais rapidamente depois de uma vampirização.

Creio que já me alonguei demais, mas são tantas possibilidades, são tantas informações, cada caso é um caso e por mim falaria dias e noites sobre energia e como manipula-las, mas por hoje basta.

Qualquer duvida me coloco a sua disposição, será um enorme prazer poder lhe ser útil, até a próxima!

Karoline Farias|@saber.ancestral|(49)9.9841-36246