[dropcap]Q[/dropcap]uem observa os números do polo da vitivinicultura de altitude de Santa Catarina nem imagina que os já famosos vinhos da Serra Catarinense
resultam de vinhedos que começaram a ser plantados há apenas 17 anos.
Foi em 21 de dezembro de 2000 que os empresários Acari Amorim, Nelson Essenburg, Robson Abdala e o economista Francisco de Assis Brito começaram a plantar as primeiras mudas de videiras europeias em São Joaquim. Eles se uniram no sonho de fazer bons vinhos na região e fundaram a vinícola Quinta da Neve, uma das mais premiadas do Estado.
Avanço surpreende
A Quinta da Neve se tornou referência na história dos vinhos catarinenses. Acari Amorim diz que não imaginava o rápido desenvolvimento do setor em vários municípios da Serra. Das 27 vinícolas hoje, no Estado, 22 são de altitude e, dessas, 14 estão em São Joaquim. Ele atribui esse desenvolvimento acelerado ao solo, clima, tecnologia e empreendedorismo de empresários do Estado, muitos de outros setores da economia.
 
Info: Por Estela Benetti