Foto: Fom Conradi/Divulgação

Ao vencer as Leoas da Serra por 3 a 1 neste sábado (8), no jogo de ida da Copa Intercontinental, o Atlético Navalcarnero manteve intacto um índice importante: as atuais campeãs do Europeu não perdem em uma competição oficial desde fevereiro do ano passado. Somado a isso está o quinto título da liga nacional, conquistado neste ano, em uma campanha invicta.

Quando embarcaram para a Espanha na última semana, as Leoas já sabiam que o que vinha pela frente não seria simples de bater. A partida deste sábado não foi das fáceis para o time de Lages, mas, apesar de não terem vencido, as Leoas da Serra não decepcionaram na sua estreia em quadras europeias e mantiveram a garra e perseverança até o fim da partida.

“Tivemos alguns erros cruciais, pecamos em momentos que não deveríamos, a arbitragem é um pouco diferente do que estamos acostumadas no Brasil, alguns lances aqui não são falta. Mas não está nada perdido. Foi só o primeiro jogo. Tenho certeza que em Lages teremos o ginásio lotado, o time melhor preparado e vamos consertar esses erros daqui”, comentou a goleira Juba, após a partida.

Para Amandinha, o jogo serviu para conhecer a potência das adversárias, algo que as Leoas apenas haviam visto por vídeos até este sábado. “É um prazer jogar aqui na Espanha contra o melhor time do país, o atual campeão Espanhol. Não iniciamos bem, mas ao longo do jogo consertamos alguns erros e também tivemos grandes oportunidades. Não é a toa que o primeiro tempo encerrou em 0 a 0”.

A ala acredita que a derrota aconteceu porque as espanholas souberam aproveitar melhor as oportunidades de finalização. “Elas construíram três gols e a gente não soube construir o nosso placar. Agora é se preparar, treinar. Temos ainda 40 minutos para reverter esse placar em casa e tentar uma prorrogação”.

O placar só foi aberto aos 3 minutos do segundo tempo, quando Ju mandou um chute cruzado e marcou para as donas da casa. Após a comemoração, quando a partida foi retomada, Giy não perdeu tempo e mandou pro fundo da rede, empatando.

A partida foi muito intensa e as Leoas não conseguiram segurar a investida das adversárias, que marcaram mais duas vezes, com gols de Leti e Gaby. “O jogo de volta vai ser muito difícil, mas é muito orgulho ganhar de um time tão potente como este, com jogadoras muito fortes e brabas. Para nós é importante esta vitória, para ir a Lages tentar fazer um jogo bom e trazer outra vitória”, comentou a capitã do Navalcarnero, Leti.

A partida de volta do mundial será no dia 23 de junho, no Ginásio Jones Minosso, em Lages. No jogo de volta, para levar o título, as Leoas precisam de uma vitória no tempo normal, por qualquer placar, além de triunfar na prorrogação. Se empatar no tempo extra, a disputa vai os pênaltis.

Fonte:CL MAIS