Na manhã desta segunda-feira (26/04), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), em conjunto com a 7ª e  26ª Promotorias de Justiça da Capital, deflagrou a operação batizada como “Mercúrio”, realizando o cumprimento de mandados de busca e apreensão nas cidades de Florianópolis, Palhoça, Joinville, Guaramirim, Jaraguá do Sul e Urubici.

As Promotorias de Justiça da Comarca da Capital e o GAECO investigam um possível esquema criminoso envolvendo desvio de bens, pagamento ilícito de diárias e supostas fraudes para aquisição de bens, locações e contratação de serviços no âmbito da administração de entidade paraestatal.  As apurações apontam na direção de possíveis crimes de peculato, corrução passiva, falsidade ideológica, e associação criminosa, dentre outras irregularidades atentatórias à moralidade administrativa.

Estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e duas ordens judiciais de afastamento de função. Os mandados foram expedidos pelo Poder Judiciário (Vara Criminal da Região Metropolitana da Comarca da Capital) e estão sendo cumpridos por Promotores de Justiça e Policiais do GAECO, com o apoio do 14º Batalhão da Polícia Militar, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil, ambos de Jaraguá do Sul, da Polícia Militar Ambiental de Lages, do Instituto Geral de Perícias (IGP) e da Fazenda Estadual.

O nome da operação é uma alusão ao Deus Mercúrio que na mitologia romana é o mensageiro da venda, do lucro e do comércio. Mais detalhes da operação não podem ser revelados porquanto a investigação encontra-se sob sigilo judicial.

 

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social