O mês de maio possui uma média climatológica de aproximadamente de 120 a 160 mm nas regiões do Oeste e Meio-Oeste de Santa Catarina (SC). Do Planalto ao Litoral, a média é menor, variando entre 100 a 120 mm, como mostra a figura 1. Em especial, o Litoral, os valores médios de chuva ainda são bem menores em relação as demais regiões, sendo a Grande Florianópolis, e, principalmente no Litoral Sul como a região de menor média para este mês (80 mm em média).maio climatologiachuva
Figura 1 – Climatologia de chuva no período de 1960 a 2004 em Santa Catarina.

A figura 2, mostra o volume de chuva acumulado em 31 dias. A região menos chuvosa foi a do Vale do Itajaí, mesmo assim com valores foram em torno de 170 a 200 mm, bem acima da média da região (100 mm). No Planalto Norte, as médias ficaram por volta de 240 a 280 mm, também bem acima da média (120 mm). No Litoral Norte de SC, a média foi similar ao Planalto Norte, porém alguns valores superam facilmente os 300 mm, a média da região é de 100 mm. Os destaques foram Joinville com 328,2 mm e Garuva com 357,4 mm. Muito acima do normal.

No Planalto Sul catarinense, as médias de chuva variaram entre 230 a 280 mm, com seu maior valor registrado em Bom Jardim da Serra com 344 mm. A média da região é de 100 a 120 mm.

Na região da Grande Florianópolis não foi muito diferente, maio chuvoso com valores médios de 190 a 210 mm. Os picos mensais de chuva foram 228 mm na Capital e 236,7 mm em Rancho Queimado.

No Meio-Oeste do estado, foi uma das regiões mais chuvosa de maio com média mensal de 260 a 290 mm. Os maiores acumulados foram: 316 em Joaçaba, 325 mm em Campo Belo do Sul, 325 mm em Zortéa, 331,8 em Tangará, 353 mm em Abdon Batista e 402,6 mm em Campos Novos. A média mensal deste município é em torno de 140 mm.

O Oeste de Santa Catarina foi muito chuvoso neste mês, com totais de chuva de 280 a 300 mm, bem acima dos valores médios mensais esperados para maio, ver figura 1. Os municípios com maiores acumulados de chuva foram: Chapecó com 299,2 mm, Maravilha 300 mm, Águas Frias com 313,6 mm, Seara com 314,8 mm, Xanxerê; 337,8 mm e Dionísio Cerqueira com 410,4 mm, muito acima dos 160 mm da média mensal daquela região.

O Litoral Sul catarinense foi a região mais afetadas com as fortes chuvas de maio. A somatória média superou os 300 mm, e, a média mensal é de 80 mm apenas, quase 4 vezes mais em relação a normalidade. Araranguá 413 mm, Imbituba registrou 414 mm, Tubarão 423 mm, Laguna 498 mm e 507 mm em Timbé do Sul, aproximadamente 6 o total de chuva que é registrado em média nesse município.

 total chuva maio
Figura 2 – Acumulado de chuva no período de 1 a 31 de maio de 2019 em Santa Catarina.Os meses de outono comumente registram valores bem menores de chuva em relação aos de verão, porém, nos últimos 30 anos houveram meses acima e abaixo da média o que é normal, mas nada comparado ao ano de 2019.

A figura 3 mostra os acumulados de mais significativo neste período. A última vez que tivemos um maio tão chuvoso com valores acima de 400 mm, foi em 1994, mesmo assim, esses valores foram somente no Litoral Sul. Nas demais regiões, a média foi bem menor, ou seja, foi o maio mais chuvoso dos últimos 25 anos na média, em todas as regiões de Santa Catarina.

maio chuva 1994
Figura 3 – Acumulado total de chuva em maio de 1994 em Santa Catarina.·         Dados sujeitos à correção posterior.

Marcelo Martins – Meteorologista