Unifique

[dropcap]B[/dropcap]ento Cavalheiro do Amaral, deixou um testamento datado do ano de 1903, com uma gleba de terra destinada a uma instituição que se encarregasse da construção de um asilo  ou de um estabelecimento hospitalar na cidade de São Joaquim.

Em 1925 foi fundada uma associação beneficente que se denominou “Associação Bento Cavalheiro”.

Dada a crise financeira daquela época, São Joaquim não tinha recursos e não podia contar com a ajuda do Governo da Nação ou do Estado para a construção do seu hospital. Diante dessa situação, alguns cidadãos e as famílias joaquinenses se uniram e promoveram festivais e arrecadações, ao mesmo tempo grupos de pessoas percorriam o interior dos distritos e até dos municípios vizinhos angariando donativos, tudo em prol da referida obra.

Em 1932, foi lançada a pedra fundamental da primeira ala do hospital e, finalmente em 15 de janeiro de 1944 o Hospital Coração de Jesus como ficou sendo denominado teve a sua inauguração. Era Getúlio Vargas presidente da República e Hercílio Vieira do Amaral governava o município de São Joaquim.

Faziam parte da comissão da associação “Bento Cavalheiro” quando da inauguração de seu hospital os seguintes cidadãos: Domingos Martorano, Thiago Matos, Aristides Bathke, José Jaime V. Rodrigues, Manoel Teixeira e outros.

Fonte: Livro Recordando São Joaquim