Após a mesa diretora da Câmara Municipal de São Joaquim, anunciar em sessão extraordinária, que aconteceu na tarde desta quarta-feira (01), a perda do mandato do Vereador Admir Nunes, a nova Vereadora assumiu a vaga na sessão de 06 de julho.

Foto: SJ Online

A agricultora Maria Angélica Serafim Hugen, tomou posse na Câmara de Vereadores de São Joaquim na tarde desta segunda-feira (06) e após fazer o juramento foi parabenizada pela casa legislativa diante dos desafios a serem enfrentados em época de pandemia.

Maria Angélica disputou a eleição em 2016 pelo Partido dos Trabalhadores, tendo levado 455 votos e ficou de primeira suplente na coligação do PMDB-PT. Agricultora da localidade da Invernadinha, trabalha diretamente na lida do campo e pretende dar mais representatividade para as mulheres de São Joaquim e para o produtor rural.

 

Cassação de Admir Nunes

A mesa diretora da casa declarou a perda de mandato por convocação após o Vereador Admir Nunes descumprir alguns artigos da Lei Orgânica, na votação os Vereadores foram enfáticos nessa posição.

A extinção do mandato se torna efetiva pela declaração do ato ou fato extintivo pelo Presidente, que a fará constar da ata; a perda do mandato se torna efetiva a partir do decreto legislativo, promulgado pelo Presidente e devidamente publicado.

A perda dar-se-á por deliberação do Plenário, na forma e nos casos previstos na legislação vigente.

Os votos foram nominais e também em cédulas, onde seis dos nove vereadores votaram pela perada do mandato de Admir Nunes.

Em contato com a assessoria de Admir Nunes, os mesmos informaram que estão trabalhando em algumas ações judiciais para tentar reaver o cargo, tanto de vereador quanto na presidência da casa.

Em qualquer caso de vaga, licença ou investidura no cargo de Secretário Municipal ou equivalente, o Presidente da Câmara convocará imediatamente o respectivo suplente